quarta-feira, 8 de julho de 2009

Beijo.


Encosta-me em teu corpo
Envolva-me em teus braços
E beija-me loucamente
Faça-me voar por outros horizontes
Conhecer a Lua
Circular o Sol
Aperta-me em ti como se eu fosse cair
Pois me faltarão as pernas
Sumirá a razão
Beija-me loucamente
Não me soltes
E serei tua

Publicado no Recanto das Letras em 30/08/08
imagem: www.google.com.br/beijos de cinema
*

8 comentários:

Everson Russo disse...

É um dos poemas mais lindos que já vi na net "aperta me em ti como se eu fosse cair", isso é uma delicia de se ler, a gente fica levitando nessas palavras...mas me diga, voce está no Recanto tambem? eu to lá,, como te acho? beijos no coração....

Uma aprendiz disse...

Estou sim, Everson

procure pelo meu nome.


beijos

Ava disse...

Etel. felicidade e encantamento é passar por aqui e ler algo assim...

"Aperta-me em ti como se eu fosse cair
Pois me faltarão as pernas..."


Essa sensação... Faltar as pernas...
Bom demais amiga!

E lindo demais!

Beijos e carinhos mil!

Rosa disse...

Oi, Ava

Obrigada, linda. Você é sempre muito gentil em seus comentarios.

Só posso lhe agradecer.

beijos

O Sibarita disse...

Hummmm... Que bom essa paixão moça!

Quisera ter alguém assim! kkkkkkkkk

Demais essa poesia, sabe escrever muito mesmo!

bjs
ZéCorró

O Profeta disse...

Haverá?! Há sempre uma deusa perdida
Nos labirintos da contradição
Há sempre alguém que usa a palavra amor
Soprando doce veneno ao coração
Há sempre alguém que nos diz coisas tontas
Há sempre alguém que afugenta a Saudade
Há sempre alguém que nos marca a ferro frio
Há sempre uma alma ausente da verdade

Bom fim de semana


Doce beijo

Uma aprendiz disse...

Obrigada, Sibarita

você que é o poeta, eu só engano.

beijos

Uma aprendiz disse...

Obrigada pela visita, Profeta.

um ótimo final de semana pra ti

beijo