quarta-feira, 17 de junho de 2009

Vem amor.


te procuro nos sonhos
nos olhos estranhos
nos falsos amores
te sinto nos abraços
e nos beijos
vazios
te ouço no meu peito
no meu choro, no meu grito
no silêncio
te chamo de cara metade
alma gêmea, meu prometido
meu amor
te espero
até que venhas
ter comigo



Etelvina de Oliveira
Publicado no Recanto das Letras em 19/08/08
Código do texto: T1135493

4 comentários:

Anjo vermelho disse...

que lindo!!!

parabens palavras simples de grande poder hem.. eh o amor nos deixa com o poder das palvras na ponta da lingua ou na ponta no lapis.. bom no noosooo caso eh na ponta dos dedos.. nhe rsrs

beijaoOO

Uma aprendiz disse...

Oi, menina

você tem toda razão kkkkk

beijos

O Sibarita disse...

Bom acho que o Sibarita não esteve por aqui não! Beleza! KKKKKKKK

É, eu também espero, tomara que venha! kkkkkkkkkkkkkkk

Quem? E eu sei lá! Quer me comprometer, é? kkkkkkkkkkkkkkk

Poema porreta, apaixonante mesmo, até eu me apaixonei, bom mesmo... kkkkkk

Um beijo
ZéCorró
(Substituto do Sibarita, mas, sei não, viu? Se ele demorar eu tomo o blog dele para mim! kkkkk O que você acha não é uma boa? Você vai se livrar de um cara chato, né não? kkk Oi não diga a ele nada não, fique na sua! kkkkk)

Uma aprendiz disse...

Combinado.

Se ele souber, não sobra nadinha de vc. kkkkkkkkkkkkkkkkk

beijo, Corró