domingo, 11 de julho de 2010

Sempre vou te amar.

Não dá para dizer que não deu certo.
Deu certo!
Durou pouco.
Menos do quê desejávamos.
Não foi pra sempre.
Mas, foi ótimo.
Talvez,
agora busquemos
mil motivos e razões
pra infelicidade.
Só acabou.
Fim.
Ponto final.
Os contos de fada terminam.
As brincadeiras também.
Projetos são refeitos.
Monumentos caem ao chão.
Por quê historias de amor não?
Eu prefiro dizer que é um tempo.
Um período de descanso.
Amor não acaba.
Ele recomeça em outra esfera.
Claro, para quem se dispoe
a tocar a bola.
Nem que seja só como amigos.
Alguns preferem acorrentar o coração.
Mas o coração não pára de bater por isso.
Só quando morre.
E mesmo assim é o último a entregar as armas.
A desistir.
E nesse caso já não importa a causa morte.
Se estás vivo não minta.
Não crie estórias.
Não negue o vivido.
Resista. Sorria.
Amar é uma aliança de almas.
Não tem fim.
*

8 comentários:

Naty e Carlos disse...

A distância pode causar saudades, mas nunca o esquecimento."
Boa semana
Bjs

Everson Russo disse...

O amor é assim,,,pra sempre,,,por mais que aconteçam desvios,,,sempre iremos amar,,,beijos de linda semana pra ti.

Uma aprendiz disse...

Concordo, Naty

e esse distanciamento é que causa dor.

Não há como evitar.

beijos

Uma aprendiz disse...

Oi, Everson

bom te ler por aqui.

Obrigada.

Amar sempre!

beijos

tossan disse...

Soberbo! Falas do amor divinamente!
Beijo

Paula Barros disse...

Esse devia ser o entendimento para o amor, causaria menos sofrimento.

abraço

Uma aprendiz disse...

Falar é fácil, né, tossan

Dificil é por em prática.


beijos

Uma aprendiz disse...

Pois é, Paula

fiqu repetindo isso pra mim pra ver se me convenço.

beijos